Tag Archives: amizade

Amizade


amizade

Depois de muito tempo venho ressurgindo em um novo post!

Desta vez venho falar sobre um tema que acredito ser agradável a todos, amizade, amigos e o papel que ele exerce em cada indivíduo.

Eu me considero um ser social, com atitudes politicas com as pessoas, ou seja, sempre promover o equilíbrio de todos os lado, mesmo que isso não seja de fato ocorrido por todas as partes, pois o que importa, ao meu ver, é o bem estar social entre as pessoas que estão juntas num mesmo ambiente.

Com isso inicio de fato o meu post sobre AMIZADE, reforçando que o que eu venha a escrever aqui é totalmente da forma como eu penso e acredito, podendo se divergir com a sua caro leitor, ou não.

Até hoje no decorrer da minha vida conheci muita gente, as com passagens relâmpago, as temporárias, as de longa duração e também aberto a novos contatos. Todo ser humano é fadado à necessidade de convívio social, expor ideias, sentimentos, vontades, pensamentos e quaisquer outros assuntos de teor particular/pessoal. Com essa necessidade de convivência social faz com que interagimos com o mundo e pessoas, de fato quando nos identificamos com alguém, sem ser no caráter sexual, significa, a grosso modo, que podemos considerar amigos, com o tempo se passando e a confiança sendo evoluída é inevitável que se torne alguém “confidente” de sua vida.

O Amigo tem um papel muito importante em nossa vida, é aquela pessoa que você considera mais do que especial o qual você deposita toda sua confiança em alguém para compartilhar assuntos pessoais em seus diversos graus de seriedade/complexidade. É saber que em momentos mais turbulentos e complexos saber quem procurar para ser o seu ombro para consolar neste período de grande dificuldade e também ser alguém totalmente justo e verdadeiro com o próximo, seja para opinar ou sugerir a respeito do que venha a ser dito, afinal precisamos ter alguma válvula de escape de devaneios mentais e expor de dentro pra fora a angustia, além de estar aberto para opiniões de seus amigos. Por outro lado, também é saber que em momentos bons é ter alguém para compartilhar sorrisos de felicidade  compartilhando bem estar.

Mas como saber se a amizade é verdadeira e recíproca?

A amizade verdadeira não tem preconceitos, não tem cor, não tem religião, não tem distinção de classe social menos ainda indiferença! A união de pessoas que nos fazem bem e que podemos chamar de amigos são poucos, se sentir privilegiado de ter amigos que tem, pois todos eles são muito especiais a você, cada qual com suas características únicas, sentir-se feliz em ter todos como seu Amigo, assim como ficar feliz em saber que é recíproco. Sentimos na alma quando as pessoas são especiais umas às outras sendo simplesmente quem somos de fato, sem mascaras.

Simples? De fato não, pois nos dias de hoje num mundo movido a aparências e interesses temos que tomar muito cuidado e selecionar a dedo quais consideremos amigos de verdade, sim isso é clichê e todos já sabem, ao menos acredito que sim.

Eu posso dizer com propriedade que tenho muitas pessoas ao meu redor que sempre estarão comigo e eu com eles, a troca do amor da amizade o bem estar de estar junto, sendo para consolar e animar para encarar as diversas situações, assim como se reunir para assistir a um filme, ir a um bar, sair para tomar um café ou simplesmente passar o tempo conversando sobre assuntos banais.

Tenho orgulho de saber que todos que passaram em minha vida e aqueles que continuam nela, serviram para me ensinar, evoluir, curtir e me tornar mais humano e saber que de fato há pessoas boas no mundo.

Desejo a todos muita felicidade e sempre acreditar que nunca estará sozinho, pois sempre alguém se importará com você fora do âmbito familiar.

Paz profunda!


Homenagem aos membros do “F.R.I.E.N.D.S S/A”


F.R.I.E.N.D.S S/A é um grupo de amigos que se auto intitularam com este termo, tendo como referência o seriado americano FRIENDS.

Devido a uma festa que que estas pessoas estão organizando, considerando os amigos próximos, para este final de ano, escrevi este texto que se segue:

Amigos que se tornam famílias, família na qual escolhemos pertencer, àquela que sabemos que aprenderemos uns com os outros. O camarada que eu chamo de amigo, que com o tempo, eu chamo de irmão.

Do irmão mais velho ao caçula, onde além da diversão, há, também, o apoio nas dificuldades, a verdadeira façanha, que poucos sabem, de ser amigo de verdade, aquele que enche o peito e diz “ESSE AÍ É F.R.I.E.N.D.S”.

Mas porque digo essas baboseiras clichê? CARALHO as coisas são óbvias, todos conhecem o significado, mas vários não entendem o verdadeiro sentimento, mas como posso dizer que conheço este sentimento de amizade? Também é simples, porque nesta família que escolhi fazer parte e dei oportunidade para que outros entrassem nela, digo que há de brancos aos negros, dos ricos aos pobres, dos heterossexuais aos homossexuais, que quebramos os paradigmas do preconceito e entendemos o verdadeiro sentido da multiplicidade cultural divergente no meio social no qual vivemos, enxergamos a verdadeira essência de ser humano.

A cultura de rua aos letrados formados em universidades, todos juntos, unidos, abraçados e curtindo, o crescimento cultural das coisas “inúteis” às conversas complexas, uma verdadeira peleja de cultura e vivência mundana, chegando a uma conclusão muito simples, no fundo somos todos iguais, percebemos que todos têm uma família de sangue, que têm sentimentos, que tem defeitos e qualidades, que trabalham, que estão na busca de algo melhor, e o mais importante, que tentamos sempre ser feliz, sem esquecer que somos feito de carne e osso, sentimento e pensamento, pois somos humanos.

Pessoas de coração bom e humilde, é assim que, basicamente, se forma esta família na qual estou inserido, a família na qual ajudei a se formar, e ainda continua crescendo…


Cartas a um Amigo – Terceira Carta


Agora chega ao fim a “trilogia” das cartas que escrevi a um amigo! Só depois de ter escrito todas elas, quando eu fui relendo as mesmas, eu pude observar que houve uma certa continuidade de uma para a outra, por mais que eu escrevi sobre diferentes aspéctos em cada carta, todas juntas dão sequência de início, meio e fim.

Sem mais delongas segue a carta:

TERCEIRA CARTA – FINAL

É, tudo uma hora acaba, o que é hoje amanhã ja é passado, e é assim que são feitas as histórias durante todos esses séculos.

O que você é hoje não é a mesma pessoa que foi a 10 anos atrás, com isso você percebe que o amadurecimento e aprendizado realmente transforma o homem no que ele é, “You live what you’ve learned” “Você vive o que você aprendeu”, nem sempre é a base familiar que define tudo, muita coisa depende da própria pessoa, dos sonhos a serem conquistados, dos aprendizados da forma mais cruel quando se está “sozinho” no mundo.

O silêncio é a coisa mais inquieta que existe, pois é no silêncio que descobre muitas coisas sobre você mesmo, com a introspecção vem a revelação, muitas vezes surpreendentes, tudo que importa é estar bem, encontrar o equilíbrio físico e mental, nada que respirar profundamente algumas vezes, esvaziar a cabeça de todos os pensamentos e deixar fluir as inspirações, digamos de forma básica que isso se chama intuição!

Agora acredito que você é um novo homem, um renascido, alma lavada, mais leve e mais feliz, se você sabe que está assim, é porque você conhece o oposto.
Finalizando digo que o passado já virou história, o presente é o mais belo e divino tempo, o futuro apenas suposições, portanto aproveite sempre o AGORA, porque o amnhã é incerto….

Continue evoluindo sempre e seja homem para encarar quem você é com você mesmo, se descubra, se desvende, receba a iluminação do EU INTERIOR e conquiste o seu nirvana.