Egoismo


Após muito tempo sem postar nada, hoje deu vontade de esvaziar minha cabeça, pois acho que é algo que vale a pena a ser postado aqui após conversar com alguns amigos sobre diversas situações.

Todos nós meros mortais necessitamos de convívio social, sair, conhecer gente nova, ver pessoas diferentes, mas além desses aspéctos superficiais, necessitamos de amigos, mas quando digo amigo é com o “A” maiúsculo – Amigo – pois fora da base família de sangue temos a família na qual escolhemos criar e fazer parte da forma mais interativa possível, não somente ser amigos para a curtição, mas também para ter conversas sérias, apoio nas dificuldades, e ajuda quando necessário.

Após essa breve introdução clichê, vamos ao tema EGOISMO.

Muitas pessoas, por mais que saibam que outras em sua volta estão passando necessidade, acontece com frequência de não se importarem, de ficar pensando sobre ele mesmo, sendo egoísta com algo que não exige nada material, mas apenas no próprio bem estar dando de ombros a problemas sociais, não adianta querer parecer ser benevolente e dar as costas para o que está ao seu lado sempre, o Amigo, Família até mesmo o Animal de Estimação.

É inevitável o sentimento de solidão, por mais que esteja rodeado de pessoas queridas, ver que alguém próximo poderia lhe ajudar e acabe dando preferência em ajudar outros, que por mais que esteja em situações complicadas não chega nem aos pés do que o outro esteja enfrentando, e esse outro ser obrigado a se submeter a atos, trabalhos, engulir sapo entre outras infinitas situações para poder manter a sobrevivência com decisões tomadas através da sensação de desespero.

Outro exemplo simples de egoismo, muitas pessoas acabam fazendo um favor ou ajudando o próximo mas espernado algo em troca, que no futuro pode acabar cobrando do outro alguma retibuição pelo que já foi feito, não necessariamente financeiro. Eu, pelo menos, penso da seguinte forma: quando eu faço algo para outrem, eu faço com a minha vontade de querer ajudar sem esperar retribuição por nada, faço por que quero de coração e com carinho.

Dando continuidade a este aspéco de ajudar o outro, também pode ocorrer a sensação de “perdi meu tempo” ajudei tanto tal pessoa mas esta não se importa o mínimo comigo, chegando, em certos momentos, até lhe prejudicar ou atrapalhar na desenvoltura social que a mesma está tentando ganhar espaço. Você pode estar pensando que estou sendo contraditório pelo que eu disse no parágrafo anterior, mas a questão é a seguinte, se fizemos algo para o outro é pelo carinho que você tem, acreditando que ela lhe trás felicidade, bem estar, supre as necessidades dos contatos sociais, mas quando em diversas situações mostra ou sinua ter atititudes contraditórias, é inevitavel decepção!

Com isso nós vamos conhecendo melhor quem são as pessoas em nossa volta, as vezes conseguindo tirar uma máscara que escondia a verdadeira feição, obviamente não ajudará da mesma forma como antes, mas também deixa de ser um um besta perdendo tempo com aqueles que não merecem, apenas fará o suficiente na mesma moeda na qual faz com você.

Acredito que todos um dia passou ou irá passar por situação parecida com essas citadas, e com certeza todos concordam que não é gradável! Egoismo, egoismo e egoismo, todos nós temos algo que somos egoistas, mas em certos momento nada como sair desta bolha e dividir com outrem, não faça apenas quando for obrigação, mas por vontade própria e de coração!

Paz profunda.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: